DEMOCRATIZAÇÃO DA CULTURA E COMUNICAÇÃO

Confira e dê sua opinião sobre as afirmações mais consensuais nesse eixo.

O que foi debatido

Durante mais de 2 meses, milhares de pessoas contribuíram em nossa plataforma apresentando propostas para um novo futuro do nosso país. Nessa nova fase você irá votar apenas nas propostas mais consensuais, mas você pode acessar todo o histórico aqui.

O que acreditamos

Comunicação é um direito humano! Queremos nos comunicar livremente, debater ideias e produzir conteúdos. Queremos garantir a liberdade de expressão e o direito à informação, assim como preservar os bens culturais e incentivar a produção cultural do país.

Direito à comunicação é o direito de todas as pessoas de ter acesso aos meios de produção e veiculação de informação, de possuir condições técnicas e materiais para ouvir e ser ouvida, de ter o conhecimento necessário para estabelecer uma relação autônoma e independente frente aos meios de comunicação. A comunicação não pode pertencer a poucas famílias, sem nenhuma regulamentação e voltada apenas aos interesses do mercado

A cultura de um povo também faz parte dos direitos fundamentais. A cultura não pode ser exclusividade dos ricos e negada aos excluídos, com financiamento para grandes produções e abandono das periferias. Para isso, garantir a liberdade para todas as expressões e práticas culturais, o direito e as condições para a produção e a preservação de nosso rico patrimônio cultural.

A comunicação e a cultura são decisivas para a democracia e para a identidade de nosso povo. Hoje, são mais um privilégio que somente a elite tem acesso. Vamos juntos debater propostas para democratizar a comunicação e a cultura.

Contribua também nos outros eixos

Compartilhe essa iniciativa!